Ambiente, história, património, opinião, contos, pesca e humor

09
Nov 13

Texto e fotos do Prof. Paulo Torres Bento, publicado no jornal digital Caminha2000 sobre a primeira escola pública de Gontinhães

 

Uns pontos mais sobre a Escola do Santo

 

Reza o provérbio que "quem conta um conto acrescenta-lhe um ponto". Não se tratando em rigor de um conto, mas de História — a da educação no concelho de Caminha —, vimos a terreiro acrescentar mais uns pontos a um recente artigo sobre a Escola do Santo, a primeira escola pública da freguesia de Gontinhães (desde 1924, Vila Praia de Âncora), da autoria dos nossos amigos do Nuceartes.

Utilizando como fonte principal uma ata da Junta de Paróquia, aí se relata o evento do dia 6 de novembro de 1879 em que, na presença de diversas personalidades da região — o governador civil Rocha Páris e o deputado do círculo António Xavier Torres e Silva, entre outros —, foi formalizada a oferta do edifício à mesma junta pelo comendador António Manuel Alves do Rego. Tratava-se de um "brasileiro" que regressara rico à terra natal depois dela ter emigrado pobre em 1836, com dezasseis anos de idade, e o seu ato benemérito vinha possibilitar a abertura de uma escola de instrução primária para rapazes, como outrora ele fora, numa freguesia onde continuava a não haver educação pública, com a vantagem adicional do imóvel servir também para sala de reuniões da própria Junta de Paróquia de Gontinhães.

 

A partir deste documento, poder-se-ia pensar que a nova escola, devidamente arranjada e mobilada a expensas de Alves do Rego, estaria pronta a receber de imediato os primeiros alunos. Mas assim não aconteceu. Na verdade, porque as obras não estivessem ainda finalizadas ou por outra qualquer razão que desconhecemos, passaria quase mais um ano para que, em setembro de 1880, a Câmara Municipal de Caminha fizesse a obrigatória representação ao governo para "a criação duma cadeira de ensino primário para o sexo masculino na freguesia de Gontinhães porque, agora, a Câmara possui uma casa e mobília em magníficas condições em virtude da doação que lhe foi feita pelo Exmº. Comendador António Manuel Alves do Rego". Para reforçar o pedido, a edilidade adiantava que a freguesia de Gontinhães comportava 345 fogos e 1550 almas, entre as quais 119 meninos e 124 meninas e "não tem escola nenhuma, particular ou régia para o ensino primário" — no vale do Âncora, só as havia então em Âncora e Riba de Âncora (Ata da CMC, 15-09-1880).

 

A resposta de Lisboa até foi relativamente célere para os padrões portugueses já que terá chegado a Caminha antes ainda do final de 1880, de modo a preparar a grande inauguração para os primeiros dias do ano seguinte. Foi assim que na manhã de 9 de janeiro de 1881 o presidente da Câmara Municipal, comendador Domingos José Pereira, apanhou o comboio em Caminha para, pouco minutos depois, descer na estação da Praia de Âncora. Para nossa sorte e honra dos ancorenses, os sucessos desse dia de festa para Gontinhães, em que a Escola do Santo abriu as suas portas, ficaram registados para a posteridade porque foram alvo da atenção de uma prestigiada figura dessa época — D.António da Costa — que os incluiu no seu livro "Auroras da Instrução pela iniciativa particular", publicado três anos mais tarde, em 1884.

 

 

 António da Costa de Sousa Macedo (1824-1892), de seu nome completo, era nobre por nascimento como filho do conde de Mesquitela, tendo sido um alto funcionário administrativo, deputado e, no seguimento do seu particular interesse pelas questões educativas, o primeiro titular do Ministério da Instrução Pública, criado em 1870, lugar onde desencadeou uma série de importantes reformas. Humanista ilustrado, foi um escritor prolixo, muito apreciado pelos seus contemporâneos, contando-se entre as suas obras O Casamento Civil (1865), Necessidade de um Ministério de Instrução Pública (1868), A Instrução Nacional (1870), História da Instrução Popular desde a Fundação da Monarquia até aos Nossos Dias (1871) e No Minho (4). Este último, um livro de viagens, trouxe-o até à vila de Caminha — cujas belezas lhe mereceram fartos elogios — e também, de passagem, à Praia de Âncora: "povoação de banhos habitada agora por muitas famílias do alto Minho. Ahi choveu, e tornou a estiar". Foi certamente nesta ocasião que D.António da Costa ficou a conhecer a realidade educativa do concelho caminhense que, anos depois, quando redigia um dos seus derradeiros escritos, destacaria através do relato da inauguração da Escola do Santo, que a seguir se transcreve mantendo rigorosamente a ortografia original:

 

 

 "Está Gontinhães toda em festa no dia 9 de janeiro de 1881, arcos, bandeiras, foguetes, musicas; as familias ás janellas desconhecem a sua propria terra. No extremo, acabada de edificar e mobilar quasi sobre uma collina, bafejada de ar puro, cheia de luz, com optimas condições hygienicas, lá se ergue uma ampla escola, coroada de seu campanario, ornada de mappas, quadros, provida de todos os utensilios, com um bom terreno annexo e habitação para o professor, tudo a expensas do caritativo Antonio Manuel Alves do Rego. São nove horas. Á estação vão esperar a camara municipal de Caminha, por entre musica e vivas os graduados e o povo da localidade. Em seguida dirige-se o prestito para a escola. Nas proximidades d'ella, Alves do Rego, após quarenta e sete annos de trabalhar em paiz estrangeiro, e 'almejando, palavras suas, por voltar á patria para fazer algum beneficio a bem do paiz', adianta-se commovido, e, parando todos, offerece ao presidente da vereação uma chave de prata, dizendo-lhe: — 'Sr. Presidente da camara, tenho a honra de lhe entregar esta chave para abrir aquellas portas á instrucção d'este povo, a fim de nunca mais se fecharem'. E dos olhos rolaram-lhe lagrimas.

O presidente abraçou o doador e abriu a porta. Entraram todos. Ouviu-se então um viva unanime. Sobre cento e cincoenta analphabetos, cegos de ignorancia, rompia o primeiro raio do sol que ia alumiar Gontinhães. O templo escolar da sua civilisação festejava entre recitações e applausos a estreia da educação local". (D. António da Costa, "Auroras da Instrução pela iniciativa particular", pp. 168-169 )

 

Voltando ao pioneiro artigo do Nuceartes, por ele ficamos a saber que a Escola do Santo haveria um dia de receber também raparigas e, como escola mista e sede da Junta de Paróquia de Gontinhães, estaria aberta por muitas décadas a seguir e que, mesmo depois de desativada, continuou como casa de ensaios da banda de música de Vila Praia de Âncora em meados do século XX.

Desse modo, antes de entrar numa segunda vida como residência particular — infelizmente muito descaracterizada — terá completado três quartos de século ao serviço da educação e da cultura, respeitando o espírito do generoso ato do comendador Alves do Rego.


BIBLIOGRAFIA

D. António da Costa (1874). No Minho. Lisboa: Imprensa Nacional.

D. António da Costa (1884). Auroras da Instrução pela iniciativa particular. Lisboa: Imprensa Nacional.

Nuceartes — Núcleo de Estudos e Artes do Vale do Âncora (2011). A Escola do Santo. In http://nuceartes.blogs.sapo.pt/8479.html [consultado em 14-10-2013].


publicado por Brito Ribeiro às 11:18
tags:

Bom dia

O meu nome é Dino Jesus e sou responsável de marca do Produto TheBeachies.

Gostaria de dar vos os parabéns pela qualidade de conteúdos do vosso blog.
Contacto vos porque considero haver interesse dos vossos leitores/
seguidores sobre este novo produto inovador, exclusivo e útil: thebeachies!!

TheBeachies é a marca do produto mais recente e inovador de praia. O
produto com design atractivo, cores vivas e de grande utilidade foi
desenvolvido em Portugal, pela empresa portuguesa T.B.C., Lda e tem como
objectivo principal dar um maior conforto aos utilizadores de praias de
areia em todo o mundo.

Os The Beachies são conjuntos de 4 pecas, que colocadas nos cantos das
toalhas e enfiados na areia, evitam que a toalha saia do seu lugar pelo
vento.

Os TheBeachies iniciaram no passado mês de Março o seu processo de
comercialização, através da venda no seu site – www.thebeachies.com –
sendo que qualquer utilizador de praias de areia, pode já adquirir o seu
set dos Thebeachies online.

Actualmente, a comercialização será feita através de parcerias com
empresas de alguma dimensão e com interesse em activar as suas marcas nas
praias.

"Empresas de bebidas, Cadeias hoteleiras, empresas de telecomunicações,
empresas produtoras de gelados e empresas de cremes solares, são alguns
exemplos de parcerias que estamos a estudar em Portugal e resto do mundo,
pois temos a capacidade de promover as marcas dos clientes impressas no
produto e no respectivo packaging", informa-nos Tiago Câmara.

Para total conhecimento de como surgiu a ideia do produto até à sua
comercialização, abaixo deixamos os
links para os sites que melhor explicam os TheBeachies:
Site: www.thebeachies.com
Kickstarter:
https://www.kickstarter.com/projects/thebeachies/thebeachies-have-a-much-better-time-at-the-beach-0?ref=live
Facebook: https://www.facebook.com/thebeachies

Dados empresa:
Tiago Bettencourt da Camara, Lda.
NIF: 510099840
Rua Tenente Coronel Sarmento nº 51, Bloco B Fracção F - R/C
9000-020 Funchal
PORTUGAL
Email: sales@thebeachies.com / marketing@thebeachies.com
www.thebeachies.com

The Beachies trademark, copyright, and design are the registered property
of Tiago Bettencourt da Camara, Lda., protected under international law
and shall be vigorously defended against infringement. No rights are
granted to use such marks, whether by implication, estoppel, or otherwise.
All rights reserved
Responsável de marca do Produto TheBeachies
Dino Jesus





--
TheBeachies Team
Tel.: (+351) 914712956
Email: sales@thebeachies.com
www.thebeachies.com
Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=0FixGK3JUr4
Facebook: https://www.facebook.com/thebeachies


*The Beachies trademark, copyright, and design are the registered property
of Tiago Bettencourt da Camara, Unipessoal, Lda., protected under
international law and shall be vigorously defended against infringement. No
rights are granted to use such marks, whether by implication, estoppel, or
otherwise. All rights reserved. *
Dino Gonçalves a 12 de Maio de 2014 às 10:36

Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
23

24
25
27
28
29
30


Relógio
Visitantes
contador de visitas gratis
Hospedagem de Sites
O Tempo
miarroba.com
Buffering...
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO