Ambiente, história, património, opinião, contos, pesca e humor

31
Out 09

No tribunal de uma vila aqui perto, o delegado do Ministério Público chamou a sua primeira testemunha que era uma senhora de idade avançada.

Aproximou-se da testemunha e sorrindo perguntou:
- D. Ermelinda, a senhora conhece-me?
- Claro. Conheço-te desde pequenino e francamente, desiludiste-me. Mentes descaradamente, enganas a tua mulher, manipulas as pessoas e falas mal delas pelas costas. Julgas que és uma grande personalidade quando não tens sequer inteligência suficiente para ser varredor da Câmara. É claro que te conheço!
O advogado ficou branco, sem saber que fazer. Depois de pensar um pouco, apontou para o outro extremo da sala e perguntou:
- D. Ermelinda, conhece o advogado de defesa do réu?
- Claro que sim! Também o conheço desde pequeno. É um desgraçado que anda a maior parte das vezes bêbado, não consegue ter uma relação normal com ninguém e na qualidade de advogado, bem... é um dos piores que já vi. Não me esqueço também que engana a mulher com duas ou três mulheres diferentes, uma das quais, curiosamente, é a tua própria mulher. Queres saber mais alguma coisa?
O advogado de defesa ficou em estado de choque.
Então, o Juiz pediu a ambos os advogados que se aproximassem do estrado e com uma voz muito ténue diz-lhes:
 - Se algum dos dois perguntar ao estupor da velha se me conhece, juro-vos que vão todos presos.
publicado por Brito Ribeiro às 19:10
tags:

Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Relógio
Visitantes
contador de visitas gratis
Hospedagem de Sites
O Tempo
miarroba.com
Buffering...
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO