Ambiente, história, património, opinião, contos, pesca e humor

10
Jul 08

A Fonte da Retorta está incrustada no monte, na parte alta da vila, no lugar da Retorta e foi construída em 1868 por benfeitores, como se pode ainda hoje ler na inscrição em pedra, por cima da bica. Em tempos era um lugar isolado, mas hoje o casario estende-se até à sua bica.

Desde sempre me habituei a ouvir falar das qualidades terapêuticas dessa água, nomeadamente em relação aos olhos. A presença desta fonte nas primeiras colecções de postais de Gontinhães (1903) atesta a importância que a Retorta tinha no início do século XX, época em que não havia água canalizada e a ciência era coisa rara, havendo lugar a todas as crenças.
 
Certo é que nunca foi provado cientificamente a qualidade nem as propriedades terapêuticas das suas águas, embora fosse isso atestado pela crença popular, passando esta ideia de pais para filhos, assim chegando até aos nossos dias.
Principalmente de verão, eram longas as filas de pessoas que enchiam todo o tipo de recipientes para levar e gastar em casa. Eu próprio fui muitas vezes à Retorta encher garrafões plásticos que depois distribuía pelos familiares e vizinhos.
Na década de oitenta, mais ou menos há vinte e cinco anos foram conhecidas as primeiras análises bioquímicas e com espanto, tomamos conhecimento que a qualidade não era assim tão boa quanto se julgava.
A partir daí, com recolha de amostras mais ou menos regulares, várias vezes as águas foram consideradas impróprias para consumo. Essas análises devem ainda estar arquivadas na Câmara Municipal de Caminha e eventualmente no Centro de Saúde de Caminha, se entretanto não levaram sumiço.
 
Em 1998 ou 1999 estalou uma polémica sobre a construção do ramal de aceso ao IC-1 que tinha duas alternativas; ou construía-se na vertente sul do Vale do Ancora passando pelas freguesias de Freixieiro de Soutelo e Âncora ou construía-se na vertente norte atravessando os montes de Riba d`Âncora, Vile e Vila Praia de Âncora, passando esta estrada próximo da Fonte da Retorta.
Independentemente dos prós e dos contras, a estrada acabou por ser rasgada na vertente norte, passando realmente perto da Fonte e as medidas minimizadoras de impacto foram poucas ou nenhumas por parte do construtor, situação a que já estamos habituados, de abuso e prepotência dos grandes consórcios construtores, perante a passividade, negligencia e até conluio das autoridades do Estado.
 
O certo é que se começou a verificar um aumento dos teores de alumínio na água, acima dos valores máximos permitidos e não houve outro remédio senão interditar o consumo. Não faltou quem associasse este problema, que continua a aparecer esporadicamente, à abertura da estrada, com recurso a explosivos e máquinas potentes.
Porém, não se pode escamotear que na freguesia de Âncora, a vários quilómetros de distância, a Fonte do Castro também tem idêntico problema, assim como outra fonte em Venade, ainda mais distante do ramal do IC-1, problemas detectados na mesma altura.
Terá alguma relação de causa e efeito? Não me parece, mas também é certo que a construção da estrada não beneficiou em nada a Fonte da Retorta.
 
Depois do primeiro choque, da revolta e da incredibilidade gerada, hoje a Fonte da Retorta perdeu muito prestígio e muitos consumidores das suas águas, mantendo-se mesmo assim alguns indefectíveis, que asseguram que a água nunca esteve melhor.
Estive um destes dias na Fonte da Retorta e reparei que o relatório da análise da água, que está afixado em quadro próprio, é de Março passado e o único parâmetro anormal é o PH muito baixo. Todos os outros parâmetros analisados, nomeadamente o teor de alumínio, estão perfeitamente normais.
Termino lembrando que ao longo dos tempos houve gente que tentou fazer o aproveitamento económico das águas que brotam da terra durante todo o ano, um dos quais o meu avô materno, Abel Nascimento Brito, o Abel da Chocalha do qual já aqui falei, que pretendia montar uma fábrica de pirolitos, sendo então impedido porque a Fonte está implantada em terrenos privados.
 
publicado por Brito Ribeiro às 22:47

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
17
18

20
22
24
26

27
31


Relógio
Visitantes
contador de visitas gratis
Hospedagem de Sites
O Tempo
miarroba.com
Buffering...
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO