Ambiente, história, património, opinião, contos, pesca e humor

28
Fev 07
 
A área urbana estende-se entre o Lugar da Cruz Velha a norte e o Lugar da Lomba a nascente, estando concentradas no Lugar da Sobreira as escolas, o centro de saúde, o quartel da GNR e o pavilhão desportivo. Será também nessa zona que nascerá a futura piscina municipal.  
Os registos do movimento populacional são eloquentes no que respeita à tendência de crescimento. Desde o longínquo ano de 1613, no qual já eram confirmados “45 chefes de família”, até ao ultimo senso (2001) no qual são registados 4.710 habitantes, com um crescimento de 17% nos últimos dez anos.
Em 1991, ainda 15,2% dos residentes activos se ocupavam da agricultura, contra 31,2% que se empregavam na indústria e já 53,6% no terciário. A tendência para uma evolução rápida e positiva do terciário, assenta fundamentalmente no ramo do turismo e no equilibrado aproveitamento do mar, do rio e do campo ainda rural que rodeia a vila.
Esta zona rural, onde ainda trabalham 4% dos activos (a maioria como complemento e não como actividade principal), espraia-se desde o Monte do Calvário (local de belas paisagens), pelo lugar da Rocha com todo o seu tipicismo rural, até aos lugares da Chão e da Lameira com hortas e vinhedos e a Vile, S. Pedro de Varais e Bulhente, já nos contrafortes da Serra de Arga.
Vila Praia de Âncora uma vila com todas as infra-estruturas e, à excepção das Repartições públicas (Finanças, Cartórios e Tribunal), que estão em Caminha (a 9 km), consegue ter uma relativa autonomia em todos os aspectos (menos o financeiro), a começar pelo comércio local que é diversificado, de qualidade e plenamente satisfatório.
É antiga a reivindicação de Vila Praia de Âncora ser a sede do futuro Concelho do Vale do Âncora, consequência da discriminação que a sede do Concelho faz à sua maior freguesia, uma espécie de “vingança” pela sua pujança populacional e turística.

 

A rede de distribuição domiciliária de água é completa, a rede de saneamento básico apresenta uma cobertura em cerca de 75%, a ETAR da Gelfa funciona há cerca de treze anos e a lixeira que existia a norte da freguesia foi encerrada há muito tempo, factos que vieram melhorar de forma significativa as condições ambientais.
No sector da educação temos o ensino pré-primário, básico, secundário e profissional. O pré-primário é assegurado por dois estabelecimentos de ensino: um público e um privado.
O 1.º e o 2.º ciclo básico funcionam na moderna e bem equipada escola básica integrada. O 3.º ciclo básico e o secundário é assegurado pela Ancorensis Cooperativa de Ensino, que prima pela qualidade e diversidade de opções que oferece à população escolar, desde o 7.º ao 12.º anos de escolaridade.
O ensino profissional é da responsabilidade da ETAP Vale do Minho, que tem em Vila Praia de Âncora um dos seus quatro pólos, este destinado à área da hotelaria.
Ao nível da saúde, a proximidade com o Hospital Distrital de Viana (Santa Luzia) coloca a freguesia numa situação aceitável comparativamente com outras situações, tanto mais que existe na Freguesia uma extensão do Centro de Saúde de Caminha, assim como laboratórios de análises, centro de reabilitação física e dois centros médicos privados. Como se verifica, portanto, os cuidados médicos estão bem representados.  
Quanto a apoios sociais, Vila Praia de Âncora dispõe dois centros de apoio e acolhimento da terceira idade, que em conjunto tem uma capacidade de 50 camas aproximadamente, alem das valências de lar de dia e apoio domiciliário.
Na área desportiva, além do campo de jogos da Gelfa e do pavilhão desportivo, espera-se há vários (muitos) anos pela construção dum complexo de piscinas.
O associativismo é notável, destacando-se entre outros, a dinâmica do Âncora Praia Futebol Clube, Clube Ancorense de Caça e Pesca, Sociedade Columbófila, Lions Club, Grupo Etnográfico, Orfeão, Bombeiros Voluntários, NUCEARTES, Fórum Ancorense e Agrupamento de Escuteiros.
A cultura tem também o seu lugar próprio e multifacetado, com actividades em quase todas as áreas próprias duma vila progressiva e moderna, como é Vila Praia de Âncora. 
A capacidade hoteleira é razoável e um dos pilares do desenvolvimento turístico. Diga-se que neste aspecto, também não falta animação e capacidade para atrair turistas: Desde a gastronomia às praias fluviais e atlânticas, neste caso com destaque para a dita Praia das Crianças (um areal banhado por águas tranquilas, em que o rio e o mar se acalmam mutuamente para benefício da pequenada), até as maravilhosas margens do rio Âncora, aos magníficos restaurantes, ao panorama visto do Monte do Calvário, até ao património edificado, em que sobressai a Matriz, o Forte da Lagarteira, o Dólmen da Barrosa, as Capelas de Nossa Senhora da Bonança, de S. Brás, do Senhor do Calvário, de S. Sebastião, etc.
Só em 1924, por força da Lei 1:616, de 8 de Julho, passou a denominar-se Vila Praia de Âncora.
Ficarão sempre associados a esta terra nomes ilustres como o Dr. Luís Inocencio Ramos Pereira (médico, senador e filantropo), Almirante Ramos Pereira (democrata, filantropo e insigne marinheiro) e Joaquim Fernandes Fão (músico), entre muitos outros.
 
Fontes: Caminha e seu Concelho, Inventário Colectivo dos Arquivos Paroquiais vol. II Norte Arquivos Nacionais/Torre do Tombo, Roteiro do Vale do Âncora, Censos 2001 e www.freguesiasdeportugal.com
 
 
 
 
 
publicado por Brito Ribeiro às 18:50
tags:

Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
24

25


Relógio
Visitantes
contador de visitas gratis
Hospedagem de Sites
O Tempo
miarroba.com
Buffering...
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO