Ambiente, história, património, opinião, contos, pesca e humor

28
Mai 07
O Pincho situa-se na freguesia de S. Lourenço da Montaria, embora seja consideravelmente mais fácil aceder-lhe pela vizinha freguesia do Amonde.
Outrora era um local de difícil acesso apenas servido por um estreito caminho de monte que eu e os meus amigos, na adolescência, percorríamos a pé, pois nem as bicicletas conseguiam passar.
 
 

 
Era um dos locais preferidos da malta de Âncora para passar uma tarde de verão, principalmente quando a nortada nos afugentava da praia. De bicicleta íamos até ao Amonde e deixávamos as “pasteleiras” numa quinta que, simpaticamente, a proprietária nos permitia a entrada.
- Ah… são os moços de Âncora? Ponham aí as bicicletas, ao pé do portão, que ninguém lhes mexe!
Ouvi estas frases vezes sem conta. Depois eram vinte minutos a pé por um caminho que mal se distinguia do resto do monte, ora a subir, ora a descer, até atingirmos aquele local paradisíaco só ao alcance de alguns, sim de alguns, porque havia muita gente que ia lá uma vez e não tornava, devido à dificuldade do acesso. Mas valia a pena, pelo silêncio, pelo isolamento e principalmente pela piscina natural e as suas águas cristalinas, sempre frias mas convidativas.
 
 

 
Anos depois, algum autarca cioso de divulgar aquele tesouro e de mostrar serviço a qualquer preço, decidiu abrir uma estrada calcetada até às suas imediações.
Toda a gente podia ir ao Pincho de automóvel. E foram e continuam a ir. De verão juntam-se inúmeros carros que provocam verdadeiros engarrafamentos, fazem-se piqueniques e acampamentos. Os automóveis são levados o mais perto possível da água, liga-se a música em altos berros, o lixo fica atirado pelos cantos. Acabou o sossego, já não há silêncio, já não há isolamento.
Um domingo de Maio, tarde encoberta, fresca e ventosa, fui (de carro) até ao Pincho com o objectivo de tirar umas fotografias e matar saudades.
Deixei o carro no fim da estrada empedrada e já lá estavam mais três, percorri uns duzentos metros e mais quatro automóveis estacionados na última descida até à água.
 
 

 
Vislumbrei um acampamento com duas tendas, mais à frente outro grupo de jovens conversava animadamente junto à água. O local estava sofrivelmente limpo, mas continuam a faltar os recipientes para o lixo. O monte ardido nos últimos verões está pelado, apresenta um ar desolado, tristonho mesmo.
A beleza natural da cascata e da piscina continua lá, as fotografias estão aí para prová-lo, mas este já não é o “meu” Pincho.
 
publicado por Brito Ribeiro às 12:05

Olá :)
O Blogue dos Manteigas passou por aqui ;)
Parabéns pelas fotos :)
Um abraço,
http://bloteigas.blogspot.com/
Rotiv a 2 de Outubro de 2008 às 13:42

ja me falaram nesse sitio , o pincho , mas nao sei onde fica ao certo , podiam-m mandar um mail com a rua correcta , ou a rua mais proxima desse lugar pra pôr no GPS...
agradecia , gostava de dar ai um saltinho ainda estas ferias ...

bom post!
parabens pelo Blog!
abraços !!!
João Emanuel a 21 de Julho de 2009 às 00:19

gostava de saber qual o caminho indicado para quem sai do porto em direcçao ao Pincho?
ja estive ai mas nao me recordo do caminho, das saidas principalmente.
obrigada
clara a 2 de Agosto de 2009 às 21:55

tem de ir em direcção a viana do castelo e apartir daí, qd chegar a viana do cstelo, terá que perguntar assim como eu fiz :) grande sitio, lindo
marta a 22 de Junho de 2010 às 21:02

Viva!

Este Sabado que passou(22-08-09) julgo que estive nos Pinchos, tal e qual como nas fotografias expostas. Julgo, porque fomos pela estrada antiga de moledo dps viramos na direcçao de P. de Lima e 15m la estavamos. Sem duvida, que é LINDO e PARADISIACO, com um pequeno "senao", a agua é gelada, mas enfim, quem corre por gosto nao cansa! Adorei! Ate a proxima!
Rodrigo a 24 de Agosto de 2009 às 00:12

Há dois dias estive na cascata do Pincho , aquela que já não é o "seu pincho".
É linda e a água é gelada , sim , mas sabe tão bem :) É gelada , mas tão leve ... parece que estamos a banhar-nos em água do Luso , mas bem mais fresquinha que a engarrafada , mas certamente não menos que a corre na serra.
Cortou-me o coração o lixo que as pessoas teimam em deixar em qualquer lado , o que aliás é uma constante um pouco por todo o lado. Valeu o saco plástico que levo sempre para trazer o lixo comigo , o meu e o dos outros.
Mas enquanto estive naquele pequeno ,mas grandioso sitio abençoado pela natureza , só pensava o quanto era importante o mesmo não estar sinalizado na estrada , pois mesmo sem indicação , com a estrada um pouco escavacada e sendo um dia de semana de Setembro , não estavamos sós , longe disso.
Espero que o Pincho possa continuar a ser de todos nós por muito tempo , no mínimo , como ele é agora. Espero francamente que não se torne definitivamente num daqueles locais da moda e muito menos num caixote de lixo de luxo.
Encanta-me o Minho , sobretudo este lado junto ao mar , aos rios , à serra , à Galiza... de auto-estrada é cada vez mais rápido cá chegar ( e ainda bem para quem cá vive ) , mas espero que os autarcas tenham cabeça e saibam preservar esta enorme pérola , pois o progresso é preciso , mas sabendo respeitar a história , a evolução , a identidade.
ana moitinho a 10 de Setembro de 2009 às 00:11

Deixo o endereço do meu blogue : http://www.anacronios.blogspot.com
ana moitinho a 10 de Setembro de 2009 às 00:14

Grato pelo comentário. Se puder der umsalto até ao Pincho no Inverno. Verá que vale a pena.
Abraço
BR
Brito Ribeiro a 10 de Setembro de 2009 às 18:04

Pois é, bons velhos tempos em que passava dias de verão sozinho no pincho.
.... agora não é bem a mesma coisa.
Tem dias que parece aquelas praias chinesas. lol.... verdade.
d.
Anónimo a 25 de Junho de 2010 às 15:10

Devido a curiosidade e pelas fotos magnificas decidi ir ate ao pincho é espantoso ver beldade da natureza muitas das pessoas so pensam que la fora é que tem sítios interessantes mal sabem o que o nosso pais reserva..Portugal é lindo e este mostra a grandeza do nosso país,tive a ler os comentários referidos e só de ler da para sentir o pincho e quando cheguei la senti isso e mais ainda, só tenho pena de não ter sinaliçao,para chegar la não é fácil tive que perguntar também,mesmo ate com GPS, deviam de aproveitar estes espaços para divulgar o nosso país.
As cascatas do pincho de facto a agua é fria como foi referido mas so de ver aquela agua pura e serena "agua luso"da prazer de entrar,sentir aquela agua leve e fina,é um lugar 5 estrelas que deixo aqui o meu testemunho para todos obrigatoriamente ir,um lugar como destino para relaxar.
bruno barros a 26 de Junho de 2011 às 16:19

Fui ao pincho há 2 anos atrás, com uma pessoa muito especial....quando chegamos aquele local..totalmente isolado sem uma pessoa por perto, silencio..só a natureza a sussurrar....a agua da cascata a cair..eu pensei..O PARAÍSO EXISTE...e eu estou nele....

Foi o lugar lais lindo que estive desde que cheguei a Portugal...e só em ter conhecido o PINCHO, já tinha valido a pena ter vindo...
Um lugar que vai ficar sempre na minha memória, espero um dia poder voltar lá...e que esteja exactamente como o vi a ultima vez....

carmen a 10 de Abril de 2012 às 19:12

Estava a pensar ir lá ...

costumava ir lá em pqena ...

há incêndios por aquela zona ?

estou preocupada , devido ao acesso , caso aconteça algo
silvia a 21 de Agosto de 2013 às 20:06

Por agora não há qualquer incêndio e a estrada está bem conservada.
Cumprimentos
BR
Brito Ribeiro a 22 de Agosto de 2013 às 08:36

Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
17
19

20
22
24
25
26

27
29
30


Relógio
Visitantes
contador de visitas gratis
Hospedagem de Sites
O Tempo
miarroba.com
Buffering...
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO